Artigos Urbanos · Citações e prévias

Interrogações Urbanas #03

Amor à primeira vista, verdadeiro ou falso? Existem milhares de pessoas ao redor do mundo, cada uma com sua qualidade em especifico, cada uma com suas características e manias.

– Eu acredito em amor à primeira vista. – Falou um rapaz sentado em uma grande escadaria que dava acesso á prefeitura. Dezenas de pessoas a utilizam para comer, conversar ou simplesmente descansar.

– Em que tipo? – Falou seu amigo que o acompanhava com uma salada.

– Como assim que tipo? Existe apenas um amor à primeira vista.

– Não, existem dois. O conto de fadas e o real. Qual dos dois você está se referindo?

– Estou me referindo ao único que existe, você se apaixona e passa o resto da vida com esta pessoa.

– Querido Igor, isso não é amor à primeira vista.

– Então o que é? – Perguntou Igor intrigado.

– Na minha imaginação você só tem o “amor à primeira vista” uma vez na vida, e mesmo assim apenas quando adolescente ou jovem o bastante para acreditar nesta besteira. – Ele deu uma garfada na salada, mastigou o suficiente e depois continuou. – Só temos amor à primeira vista quando estamos novos, quando não sabemos exatamente o que o amor faz. O amor para as pessoas que acreditam nisso é um amor de Cinderela, um sentimento que não existe na realidade. Por exemplo, eu. Quando tinha quinze anos eu me apaixonei por um garoto da minha turma de teatro, foi amor à primeira vista. O cara era alto, bonito, tinha uma barba bem feita… O rapaz era um sonho. Nós passamos meses namorando, eu estava completamente apaixonado, a fantasia da minha cabeça fazia com que tudo aquilo fosse realmente o meu conto de fadas. Até que ele se jogou da ponte e eu nunca mais o vi.

Igor ficou parado, chocado com a noticia.

– Ele morreu?

– Não, só ficou com umas cicatrizes, nada muito grave (eu acho). Depois daquele dia eu fui proibido de ver o garoto, afinal de contas ele era maluco. Foi ele que começou minha maldição, acredita?

– Que maldição?

– A maldição de que eu só fico com gente maluca. Todos os meus relacionamentos se resumiram em pessoas que não tinham um bom estado mental. Veja Felipe que era bipolar; Lucas que não conseguia ter apenas uma personalidade. Este rapaz do teatro foi o cara que começou tudo isso, o meu primeiro amor à primeira vista foi o cara que definiu todos os meus futuros relacionamentos.

– Só porque foi assim com você, não significa que será assim com todo mundo.

 

  • Extraído do livro “Coquetel Urbano e suas histórias”.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s